2.25.2008

Intermezzo III


Muito...


É tão inútil abraçar o mundo, e possuí-lo.
É tão pouco ter tudo.
Muito, é o mundo possuir-nos;
a terra penetrada pelo nosso corpo,
o abraço do chão à nossa volta,
sementes.

11 comentários:

Graça Pires disse...

"O abraço do chão à nossa volta"
À procura do silêncio as palavras rondam, sempre trémulas, a boca tempestuosa.
Um beijo

São disse...

Já conhecia , mas foi bom reler...
Abraço-te, Amigo!

Mar Arável disse...

ZAPATERO GANHOU

NÃO SEI O QUÊ

NÓS É QUE AINDA NÃO

São disse...

Bom, continuas só com este muito belo poema...
Semana Santa doce e feliz Páscoa junto dos teus.
Abraço-te, meu querido Amigo.

O Puma disse...

FORÇA CAMARADA

Graça Pires disse...

Que falta de tempo rapaz...
Os mails que te envio vêm devolvidos. Limpa a caixa do correio...
Um beijo e uma Páscoa cheia de amor e de esperança.

São disse...

MAS QUE É FEITO?!

Doce Páscoa, Amigo!

Graça Pires disse...

Que intermezzo tão prolongado!!!
Um beijo rapaz.

São disse...

Sinto na tua falta aqui, sabes?
Bom domingo, querido amigo!

São disse...

VOLTA!!

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is